Palavra do Comodoro


Pacotes econômicos, crises, mudanças políticas… O Iate Clube de Santos, mesmo operando em uma das mais volúveis áreas de atividade – o lazer náutico – vem superando todas as  dificuldades há exatos 73 anos.
Da alegre reunião de velejadores dos primórdios até a alegre reunião de lancheiros de hoje – e, sim, também velejadores, que vêm mantendo as boas tradições do clube – passaram-se sete décadas de muitos avanços e alguns recuos. Adaptações necessárias para manter em equilíbrio as demandas dos associados com a estrutura do clube.
A pandemia é uma novidade, algo como isso nunca tínhamos encontrado. É como um enorme iceberg que não sabemos até onde vai ou quanto tempo vai levar para derreter…
Mas, mesmo nesse momento, continuamos olhando para a frente. Nosso leme firme nos leva a construir o aprimoramento de nossos serviços. Queremos voltar melhores depois da crise.
Nesse quadro de incerteza, é um privilégio contar com a boa estrutura da Sede Guarujá, que deve recuperar uma posição de destaque entre nossos associados e amigos. Tão perto de São Paulo, boas estradas, oferta de serviços náuticos já testados e aprovados, uma sede com tradição de unir pessoas, fortalecer amizades.
Para tornar esse convívio ainda mais agradável, em breve a sede contará com uma nova criação voltada para a boa gastronomia: uma cozinha planejada para proporcionar altos níveis de eficiência – seja no fluxo de trabalho, na segurança, nos mais  exigentes conceitos de limpeza… e, como sempre, especializada nos pratos preferidos de quem frequenta seu restaurante ou prefere a privacidade dos  flats ou dos barcos.
Enquanto isso, em Angra dos Reis, leva-se às últimas consequências o conceito de “deixar o mundo lá fora”. Pode significar um trabalho em confortável home office com vista para o mar, sob inspiração da paisagem da Costa Verde. Abre um novo paradigma para os tempos que virão.
Angra – a nossa sede – é um refúgio de paz e segurança para o sócios e suas famílias. Com direito a escapadas para passeios e navegadas memoráveis … afinal,  ninguém é de ferro…
Que possamos nos encontrar em nossas sedes para compartilhar experiências e boas energias(você já visitou a sede em São Paulo? É imperdível). E comemorar os próximos aniversários em harmonia e união.
Então, parabéns a todos pelos 73 anos do nosso querido ICS.
E que os bons ventos levem para longe as nuvens escuras da crise – e tragam o alento de mares de calmaria a serem navegados.

Berardino Antonio Fanganiello
Comodoro