Nossa História

Nossa história

O Iate Clube de Santos é considerado hoje – por sua estrutura de serviços, pelo número e qualidade de embarcações e por seu quadro associativo – uma das mais importantes instituições náuticas do país.

Em seus estatutos, o Iate Clube de Santos se define como uma associação de caráter esportivo sem fins lucrativos, criada para promover e divulgar a mentalidade marinheira.

Com essa missão, o clube não se limita a promover a guarda segura de embarcações. Em suas sedes são desenvolvidas atividades esportivas, sociais e culturais que se direcionam para aproximar seus usuários das práticas náuticas e da consciência em relação ao meio-ambiente marinho.

O clube abriga diretorias de vela e meio-ambiente, pesca, esportes terrestres, telecomunicações, além das diretorias de apoio como social, manutenção, náutica. Atualmente, a diretoria de meio-ambiente está participando do esforço de obter todas as novas certificações do setor; a sede Ilhabela conquistou certificação da Fundação Vanzolini (com reconhecimento internacional), atestando suas práticas ambientais. A certificação tem que ser renovada a cada ano.

O ICS emprega hoje cerca de 200 funcionários em suas sedes São Paulo, Guarujá, Ilhabela e Angra dos Reis, além de oferecer ocupação a centenas de prestadores de serviços terceirizados como marinheiros, mecânicos, tapeceiros, marceneiros, pintores, laminadores, eletricistas, etc. Na sede Guarujá – a mais movimentada durante o ano- passam diariamente cerca de mil prestadores de serviços terceirizados, atendendo o clube e as embarcações lá abrigadas, seja na água ou no seco (hangares).

Fundação

A instituição foi fundada em 1947 por um grupo de pessoas preocupadas em encontrar um lugar seguro para a guarda de suas embarcações, veleiros em sua maioria.

A reunião na qual foi lavrada a ata de fundação do clube se deu no palacete de Dona Veridiana da Silva Prado, à Avenida Higienópolis nº 18, então residência de Jorge da Silva Prado, um de seus bisnetos, que foi o fundador e primeiro dirigente do ICS.

A área escolhida para a instalação da sede náutica é a aquela ainda ocupada hoje pela sede Guarujá, localizada ao lado da balsa, por suas condições de apresentar águas protegidas e fácil acesso a São Paulo.

Em 2007, comemorando os 60 anos de fundação do clube, foi inaugurado, no Guarujá, um novo hangar de serviços que atende também a embarcações de não associados.
A identificação dos associados com eventos de vela, nacionais e internacionais, fez com que o clube fosse escolhido como ponto de partida para a mais importante regata oceânica do país, a Regata Santos-Rio, que está em sua 59ª edição.

Dadas as características de sua atuação, com o passar dos anos criou-se um relacionamento muito próximo do clube com as capitanias dos portos de cada uma de suas sedes, assim como com o Oitavo Comando Naval em São Paulo. Além de apoiar as atividades da Marinha, o clube vem atuando na divulgação de normas e recomendações emitidas pelo órgão federal.

Pelos serviços prestados à comunidade náutica, o ICS recebeu, em 2006, em Brasília, a comenda máxima da Marinha do Brasil para instituições civis.

Criação de um clube

Os primeiros anos foram utilizados para criar uma infraestrutura de serviços capaz de alojar e movimentar o número crescente de embarcações, chegando a um número próximo de 250, entre lanchas e veleiros.

Durante esse tempo – e até hoje – o clube vem desenvolvendo seus sistemas de rádio, de forma a acompanhar todas as saídas – e retornos – de barcos de sua sede, além de apoiar o tráfego marítimo de maneira geral, e fornecer informações sobre tempo e condições do mar. A sala de rádio oferece apoio também em situações emergenciais envolvendo embarcações não associadas, oferecendo assim um serviço de utilidade pública.

Com a expansão do Iate Clube de Santos – e a implantação de sedes em Angra dos Reis (no Condomínio do Frade) e Ilhabela (na Ponta do Barreiro), a cobertura de rádio se tornou maior e mais eficiente.

Ao longo dos anos, o ICS formou uma ampla rede de clubes conveniados, com os quais mantém contratos de reciprocidade. Esses acordos fazem com que o ICS, em todas as suas sedes, receba, constantemente, embarcações de todo o país e também do exterior, oferecendo apoio e serviços durante a permanência dos barcos. O clube, aliás, é conhecido no meio náutico pela qualidade do atendimento a embarcações visitantes, sejam elas de clubes conveniados ou não.

Divulgação

Para divulgar suas atividades o ICS utiliza seu informativo triimestral, a Revista Iate Clube, que tem mais de 160 edições. Além de se dedicar às atividades do clube e de seus associados, a revista se propõe a tomar posição em favor da preservação, conservação e respeito ao meio-ambiente – com textos e sugestões práticas.

A partir de abril de 2009, o ICS passou a editar nova revista, Revista Iate, publicação bimestral voltada para o mercado náutico, enfocando o estilo de vida de quem aprecia o mar, abordando temas culturais, de comportamento, e mostrando novidades do mercado náutico. (www.revistaiate.com.br)